segunda-feira, 17 de julho de 2017

Por ti, viajarei por areais, tormentas do mundo

.
Por ti, viajarei por areais, tormentas do mundo
Enfrentarei canículas que me calhem em sorte
Perderei o medo de qualquer deserto profundo
Contigo, enfrentarei os intentos da dura morte
.
Contigo caminharei pelos alicerces do degredo
Deixarei as essências do meu silêncio tão duro
Viajarei pela voz calada do meu sentido medo
Serei silêncio entre plumas desse medo imaturo
.
Me vestirei do teu silêncio, pele suave, ternura
Inoportunos exílios dessa caminhada insegura
Levarei no coração, teu carinho, pura imagem
.
Viajará comigo, olhar triste, serena recordação
Lágrimas rolando, jóias em deserto de solidão
Serão mélica companhia durante minha viagem
.


10 comentários:

  1. Lindo demais!!!
    Parabéns Poeta. Quanta saudade dos seus sonetos.

    Bjos

    ResponderEliminar
  2. Pode passar o tempo que passar, mas, nunca perdes esse jeito de escrever de forma a levar-nos a viajar em silencio, através das tuas palavras mágicas! Poema Soberbo!

    Que bom voltar a ler-te.

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Muito bonito, um poema que nos faz sonhar! =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Que bom voltarmos a ler as suas publicações Ricardo!
    Adorei o soneto.
    Bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  5. Fascinante ler sua poesia.
    .
    Deixo um abraço

    ResponderEliminar
  6. Que bom voltar a ler os seus poema!
    Que fascínio de poema!

    Bjus Poeta!

    ResponderEliminar
  7. As minhas palavras ficam mais sensíveis e bonitas ao som de Ave Maria. Agora, sou eu quem lhe agradece!

    Um soneto muito bem construído, muito rico semântica e morfologicamente e que vale a pena reler, o k já fiz. Por alguém, k mto amamos, faremos qualquer coisa, não importando contextos, cenários ou disposições anímicas. Entendo! Os sentimentos são muito fortes na vida e na morte.

    Um abraço de estima e consideração, Ricardo!

    ResponderEliminar
  8. Que magnífico poema amigo! Até me derreto com tão poderosas palavras e emoções...tudo em plena sintonia!
    Como sempre deslumbras quem te lê e quem te sente!
    Um abraço com carinho!

    ResponderEliminar
  9. Que emoções o levam a tamanho arrojo? Confesso que fiquei fascinada em pensar em tamanha paixão. Um belo poema..
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar